Trabalhadores da área de jardinagem compartilham experiências com estudantes

Alunos do curso de Engenharia Agronômica da Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens) participam de um projeto em parceria com os profissionais de jardinagem que atuam no campus. Um destes exemplos é o sistema usado para a irrigação das frondosas jabuticabeiras existente no local.

A primeira turma de Engenharia Agronômica da Facens começou em 2017. De acordo com a coordenadora do curso, professora Thais Prado Avancini, o envolvimento dos alunos com projetos práticos favorece a compreensão do “quanto os conhecimentos adquiridos dentro da sala de aula são importantes para seu desenvolvimento profissional e, sabemos, continuarão tendo relevância no futuro da sua carreira”.

A professora explica que, utilizando o conhecimento prático adquirido por anos de trabalho, os jardineiros da Facens implementaram nas jabuticabeiras um sistema específico de irrigação, utilizando garrafas PET e barbantes para a realização da tarefa. Assim, as gotas caem por capilaridade, de mansinho, irrigando as culturas de maneira contínua e sem causar dano ao solo.

“Eu acho muito importante prestarmos atenção a este conhecimento, pois ele vem da prática, traz muito da sabedoria popular, e é generosamente transmitida aos alunos, num diálogo essencial para aprofundar o aprendizado deles, pois todos temos muito a ganhar”, ressalta Thais.

O jardineiro Ademar Felinto destaca foi muito interessante e gratificante fazer parte desse projeto. “Para nós que trabalhamos no campus na parte de jardinagem foi muito gratificante buscar pelo conhecimento de gotejamento, pois pelo que pesquisei poderíamos fazer pela própria torneira, mas nós temos 17 pés de jabuticabeira, então a melhor forma que vimos que daria para fazer foi com a própria agulhinha, então ela vai gotejando e, no futuro, essa jabuticabeira dará bastante fruto”, acredita.

Estimulados por esse ambiente, os alunos também já começam a desenvolver seus próprios projetos. Um deles é o sistema de aquaponia, um jardim hidropônico vertical voltado à produção de hortaliças em esta técnica. Outro projeto que teve início recentemente é o de utilização de sensores da marca “libelium”, para monitoramento da produção de uvas. Por meio desse projeto, parâmetros agronômicos serão estudados e avaliados, entre eles, umidade e temperatura do solo e do ar, pressão atmosférica, radiação solar e umidade das folhas. O objetivo desse estudo é melhorar a produção e cultivo de uvas.

Fonte: Facens

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta