50 especialistas debatem o futuro da saúde no estado de SP

Com a presença do governador Rodrigo Garcia, 50 especialistas que vão auxiliar o Estado a buscar inovações em saúde, realizaram nesta terça-feira (31), a primeira reunião de trabalho. O grupo forma o Conselho Superior de Combate às Doenças Infecciosas, que está subordinado à nova Secretaria de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde. “O Governo aproveita para aprender com toda a vivência de São Paulo e seus profissionais de saúde durante a pandemia da Covid-19. E, principalmente, olhar para o futuro, incorporando novas práticas de saúde”, afirmou Rodrigo. “O Conselho Superior vai ser a base daquilo que vamos fazer daqui para a frente e agradeço a todos em nome da população de São Paulo”, completou.O conselho trabalha sob a coordenação do médico infectologista David Uip, que comanda a nova secretaria criada por Rodrigo. O grupo vai auxiliar o Governo do Estado a formular estratégias e políticas públicas inovadoras relacionadas ao setor da saúde. “São Paulo ganha um fórum permanente de discussões e análises de cenário para proteger e salvar vidas. Convidamos os principais nomes ligados à ciência, pesquisa, ensino, farmácia, genética, virologia, assistência e gestão hospitalar, imunizações e diagnóstico. Eles nos ajudarão com base em sólida expertise em suas respectivas áreas”, disse Uip.

Entre os integrantes do conselho estão a cientista Natalia Pasternak (Instituto Questão de Ciência), os oncologistas Paulo Hoff (Rede D’or) e Fernando Maluf (Beneficência Portuguesa), os professores Dimas Covas (Instituto Butantan), Marco Antonio Zago (Fapesp) e Carlos Magno Fortaleza (Sociedade Paulista de Infectologia), o cirurgião Sidney Klajner e o oftalmologista Claudio Lottenberg (Hospital Israelita Albert Einstein), o cardiologista Fernando Ganem e o engenheiro Paulo Nigro (Sírio-Libanês) e o infectologista Celso Granato (Grupo Fleury).

Também participarão das discussões do conselho representantes de instituições como Abramge (Associação Brasileira de Planos de Saúde), AMB (Associação Médica Brasileira), Instituto Adolfo Lutz, Unicamp, Unesp, IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), Instituto de Medicina Tropical da USP, Fundação Faculdade de Medicina, Instituto de Infectologia Emílio Ribas, Hospital das Clínicas da FMUSP, Centro Universitário Faculdade de Medicina do ABC, Anahp (Associação Nacional dos Hospitais Privados) e o Conselho Regional de Enfermagem, além de USP, Unicamp, Unesp e Faculdade de Medicina da USP, dentre outros.

A atuação do conselho é a primeira iniciativa da recém-criada Secretaria de Ciência, Pesquisa e Desenvolvimento em Saúde. A pasta será responsável por integrar a atuação de diferentes instituições ligadas ao Governo de São Paulo, além de ações de vigilância epidemiológica, assistência, pesquisa, ensino e produção de novas vacinas e medicamentos para combate a doenças infecciosas.

Fonte: SP Notícias

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta