Em agosto Brasil gera 278,6 mil empregos formais

O Brasil criou, em agosto deste ano, mais de 278 mil novos postos formais de emprego. O resultado foi positivo em todas as unidades da federação e em todos os setores econômicos. Com isso, agosto foi o terceiro melhor mês do ano em relação ao número de vagas criadas, melhor que julho, quando 221 mil novas vagas surgiram no país, mas, inferior a agosto de 2021, quanto o Brasil registrou 378 mil novas vagas de trabalho.

Os dados são do Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgado nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho e Previdência. O destaque de agosto foi o setor de serviços, responsável por criar 50% dos empregos com carteira assinada. Em seguida, vem o setor industrial, que aumentou em 52 mil o número de postos de trabalho, seguido pelo comércio, que criou 41 mil vagas de com carteira assinada, como destacou Felipe Pateo, subsecretário de estudos e estatísticas do trabalho.

No acumulado do ano, de janeiro a agosto, o Brasil aumentou em 4,5% o número de empregos formais. No total, existem mais de 42 milhões de trabalhadores com carteira assinada no país. Entre as regiões brasileiras, o Nordeste e o Norte foram as que apresentaram o melhor desempenho relativo, com destaque para os estados do Amapá, Roraima, Rio Grande do Norte, Alagoas, Paraíba e Pernambuco. Já o salário médio do trabalhador brasileiro no momento da contratação, em agosto, foi de MIL, NOVECENTOS E QUARENTA E NOVE REAIS, um e meio por cento superior ao valor de julho deste ano, e praticamente o mesmo valor de agosto do ano passado.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta