Obras de duplicação desviam tráfego para Brigadeiro Tobias

Moradores de Brigadeiro Tobias relatam transtornos no bairro por causa das obras de duplicação da rodovia Raposo Tavares, que acontece do km 86,9 até o 89,7. A população ainda reclama da ausência de autoridades para orientar o tráfego local. Em nota, a Urbes – Trânsito e Transportes informou que tem tomado medidas para minimizar esses impactos. A duplicação está sendo realizada pela concessionária CCR ViaOeste por meio do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo, sob a coordenação da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). As obras se iniciaram em abril e o prazo contratual para conclusão desse trecho, de quase três quilômetros, é dezembro de 2022. O investimento é de R$ 46 milhões.

Em Sorocaba, a rodovia recebe, em média, 6.265 veículos por dia. Entretanto, as obras nas imediações de Brigadeiro Tobias estão obrigando os motoristas a desviarem pela avenida Bandeirantes, principal via do bairro. “Acontece que o fluxo de caminhões de grande porte acarreta transtornos e acidentes no logradouro”, relata o morador Welington Liberato dos Santos. Ele ainda afirmou que não há orientações do trânsito local. “Desde o início da obra, não há qualquer organização por parte da Prefeitura. Também não há presença de técnicos da Urbes para orientar o fluxo”, disse ele.
O comerciante André Victor também reclama da situação. Ele disse que também percebeu o aumento no número de veículos pela avenida principal. “Está tendo bastante trânsito todos os dias na parte da manhã, da tarde e da noite”, contou. André também disse que não viu ações da Prefeitura ou da Urbes para amenizar o tráfego de Brigadeiro Tobias.

Em contrapartida, a Urbes disse que está “atenta e acompanhando essa questão” e afirmou que já promoveu a revitalização da sinalização de trânsito nas principais vias de Brigadeiro Tobias e que feito o monitoramento dos desvios da rodovia para o bairro, junto à concessionária CCR ViaOeste, a fim de minimizar os impactos do aumentos de veículos na região. O fechamento das vias são realizados em casos de necessidade e o tráfego de caminhões de grande porte estão sendo evitados durante o horário de pico, de acordo com a Urbes.

A CCR informou que as obras avançam com a implantação de sistemas de drenagem, implantação dos viadutos e estrutura de pavimento. “Profissionais e máquinas seguem atuando em aterros, terraplanagem, corte de taludes e compactação do solo. As obras contemplam a construção de nova pista no sentido capital com duas faixas de rolamento e acostamento pavimentado”.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta