Ranking aponta as 100 cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil

Em evento realizado no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, foi anunciado as cidades vencedoras do Ranking Connected Smart Cities 2022, estudo que está em sua oitava edição. O objetivo é destacar as cidades mais inteligentes do Brasil, sendo o ranking, elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, e mapeou 680 municípios com mais de 50 mil habitantes, gerando, dessa maneira, indicadores que servem de subsídio para a criação de políticas públicas. Ao final, o resultado do estudo, que tem parceria, também, do Mobilidade Estadão, é apresentado em quatro frentes: posição geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional.

Destaques de 2022

Neste ano, Curitiba (PR), assumiu a liderança, na classificação geral desbancando São Paulo (SP), que ocupou essa posição nas duas últimas edições. Já Florianópolis (SC) ficou em segundo lugar, seguida de São Paulo (SP), em terceiro (confira na tabela). Além da liderança geral, os curitibanos podem celebrar a primeira posição entre as cidades da Região Sul do Brasil e entre as que têm população superior a 500 mil habitantes.
E, no resultado por eixo temático, a cidade conquistou a primeira posição em Empreendedorismo, além da segunda em Tecnologia e Inovação. Rafael Greca de Macedo (DEM), prefeito de Curitiba, festejou a retomada da liderança no ranking. “Voltamos ao primeiro lugar com números expressivos em empreendedorismo, urbanismo, tecnologia e inovação, setores fundamentais para o crescimento contínuo da cidade na nova economia e no novo mundo conectado ao 5G. A cidade que abre uma empresa em seis horas, a que gera empregos ainda mais rapidamente, sustentável, humana e inteligente. Viva a transformação digital, viva a smart Curitiba!”, disse.

Eixos e Indicadores

Para definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil, o ranking é composto por diversos eixos temáticos. São eles: Mobilidade, Urbanismo, Meio Ambiente, Tecnologia e Inovação, Economia, Educação, Saúde, Segurança, Empreendedorismo, Governança e Energia. “Assim, foram avaliados 11 eixos, no total, mas um deles, o de Energia, possui poucos indicadores, e não gera ranking próprio”, explica Willian Rigon, diretor comercial e de marketing da Urban Systems, responsável pelo estudo.

Dessa forma, cada um deles avalia os municípios de acordo com diversos índices, totalizando 75, e consistem em um compilado de dados oficiais, e outros, que atestam práticas e serviços inteligentes nas cidades. “A plataforma Connected Smart Cities desempenha, há oito anos, um papel fundamental, junto a empresas, entidades e governos, na busca pela inovação. Assumimos como propósito colaborar no processo de tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas”, comenta Paula Faria, CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility.

Resultados Regionais

A Região Sudeste concentra as cidades mais inteligentes e conectadas do Brasil, com seis municípios entre os dez melhores colocados. Duas cidades da Região Sul, uma do Centro-Oeste e outra do Nordeste também são destaques.Na classificação p or região, Brasília (DF), no Centro-Oeste, é a primeira colocada, no ranking. No Nordeste, a líder é Salvador (BA). Palmas (TO) representa a Região Norte. São Paulo (SP) lidera no Sudeste, e Curitiba (PR) é o destaque na Região Sul (SC) se destaca no Sul.

Já na divisão por faixa populacional, Jaguariúna (SP) aparece em primeiro entre as cidades de 50 mil a 100 mil habitantes, e, de 100 mil a 500 mil, está Sã Caetano do Sul (SP). Acima de 500 mil habitantes, novamente, Curitiba é a líder. Neste ano, o evento nacional para apresentação dos vencedores foi híbrido: de 4/10 a 5/10, presencial; e, em 6/10, digital. Haverá também premiação de empreendedores e soluções das categorias Negócios em Operação e Negócios Pré-Operacionais.

Fonte: Jornal O Estado de S.Paulo

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta