Covid-19: Leitos no Santa Lucinda custarão R$ 885 mil

A contratação de mais 20 leitos para atender pacientes com suspeita ou com a confirmação da Covid-19 terá custo de R$ 885.108,00 para o município. O contrato com a Fundação São Paulo (Fundasp), mantenedora do Hospital Santa Lucinda, será de dois meses. As informações foram divulgadas entre segunda-feira (7) e ontem (8) pela Prefeitura de Sorocaba.

De acordo com o município, o valor mensal será de R$ 442.554,00 pelo prazo de 60 dias. Por dia, o custo é de R$ 737,59 por leito. É o mesmo valor que a Prefeitura de Sorocaba paga para a Santa Casa na manutenção dos leitos clínicos. Há prazo legal para eventuais impugnações quanto à contratação, com justificativa a ser apresentada formalmente na Secretaria da Saúde, dentro do horário de atendimento ao público, no prazo de cinco dias, contados da publicação do termo de convênio.

O contrato com a Fundação São Paulo foi assinado com dispensa de chamamento público. A parceria buscava organização privada sem fins lucrativos, para disponibilização de 20 leitos de enfermaria destinados para o atendimento a pacientes com suspeita ou já contaminados pelo novo coronavírus.

A Prefeitura de Sorocaba também respondeu sobre a contratação dos demais 10 leitos, prometidos na semana passada. Conforme o Executivo, o caso está sendo analisado pela equipe de gestão da Secretaria da Saúde, conforme critérios epidemiológicos, estruturais, financeiros e legais.

Levantamento

A Prefeitura de Sorocaba anunciou a contratação em meio ao aumento no número de casos, na semana passada, e alegou que o ato era para minimizar a situação no município. Um levantamento do jornal Cruzeiro do Sul apontou que, até a última sexta-feira (4), a quantidade de leitos de enfermaria para pacientes contaminados pela Covid-19 havia caído 33,5% desde junho na cidade.

Com base em dados divulgados pela Prefeitura de Sorocaba, o levantamento mostrou, ainda, que os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dos hospitais públicos da cidade apresentaram uma redução de 25,9% entre os dias 18 de junho e 3 de dezembro. Nesse intervalo, a cidade registrou diminuição de 81 para 60 leitos.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta