Dia do engenheiro agrônomo

   Para os católicos o 12 de outubro marca o dia de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil. Mas a data tem outras duas celebrações importantes: as crianças e os engenheiros agrônomos. Se o Brasil se tornou uma das maiores potências no agronegócio, os agrônomos têm um papel fundamental nesse processo. Mas, estes profissionais não são importantes apenas no campo.
Os engenheiros agrônomos também tem um papel importante na área urbana, principalmente àqueles que são servidores públicos. São responsáveis por projetar, coordenar, implantar projetos de gestão ambiental, na defesa sanitária, na perícia e na fiscalização de postos, de aeroportos e de fronteiras; no controle de pragas e vetores em ambientes urbanos, jardins e arborização, entre outros.

   Nos alimentos, nas roupas, nos calçados. A contribuição do engenheiro agrônomo para o conforto e bem estar da humanidade está em milhares de produtos e serviços. A transformação agrícola dos últimos 40 anos é o fato mais importante da recente história econômica do Brasil.  Hoje o Brasil é uma verdadeira potência na produção de alimentos para a humanidade. Em dez anos deverá se posicionar como liderança mundial.
O Engenheiro Agrônomo planeja, coordena e executa as atividades relacionadas ao agronegócio. Ele auxilia o produtor a entender diversos aspectos, que vão de tendências de mercado e negócios às tecnologias de precisão. Além de formação, conhecimento e prática multidisciplinar, o Engenheiro Agrônomo precisa ser um gestor, projetar cenários e ter aptidão estratégica. A produção brasileira de grãos deve atingir 280 milhões de toneladas na safra 2020/2021, com aumento de 8% em relação ao último ciclo.
O Brasil lidera o crescimento mundial de produtividade no campo, com agronomia de precisão, mão de obra mais qualificada e eficiência na utilização de máquinas e implementos. O Engenheiro Agrônomo consegue trazer, dos laboratórios para o campo, a aplicação das pesquisas para aumento da produtividade de forma sustentável. Além do clima vantajoso, o país apresenta quantidade de água considerável e potencial de imensas áreas agricultáveis – sem contar com as destinadas a proteção e conservação.  Hoje o agronegócio, sozinho, representa mais de 20% do PIB brasileiro. É responsável por metade das exportações e movimenta, em média, 38% dos empregos no país.

Parabéns, Engenheiros Agrônomos!

CREA-SP – AEASMS

 

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta