Programa de concessões vai garantir investimentos privados nos próximos anos

Em painel no Brasil Investiment Forum, em São Paulo (SP), ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio apresentou os principais números do programa de concessões. Um programa estruturado, com estabilidade regulatória e segurança jurídica, garantirá a atração de investimentos privados para o setor de infraestrutura de transportes nos próximos anos, avaliou o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio. Em painel no Brasil Investiment Forum (BIF) nesta terça-feira (14), Sampaio destacou que a combinação de uma carteira de projetos robusta com a previsibilidade e continuidade das propostas fortalece o relacionamento com investidores.

Desde 2019, foram leiloados 84 ativos e contratados cerca de R$ 100 bilhões e para este ano estão previstas concessões de 43 ativos, totalizando ao menos mais R$ 100 bilhões em investimentos privados para o setor. Destaque para a sétima rodada de concessões aeroportuárias, marcada para 18 de agosto e que garantirá investimentos de mais de R$ 7 bilhões e para as desestatizações portuárias de São Sebastião (SP), Itajaí (SC), Canal de Paranaguá (PR) e Santos (SP).

“O diálogo frequente com o setor privado e com as cadeias produtivas vai fazer com que estejamos cada vez mais atualizados com o que há de melhor no mundo tanto com relação à modelagem dos projetos, quanto a capacidade de mitigar riscos”, avaliou Sampaio. Para o ministro, o investimento em infraestrutura de transportes é tratada pelo Governo Federal como uma agenda social, já que “salva vidas, gera oportunidades e empregos”.

Os avanços e inovações regulatórias promovidos pela gestão –  como o novo Marco Legal das Ferrovias, o BR do Mar e a MP do Voo Simples –  também foram apontadas como importantes ferramentas para melhorar o ambiente de negócios no país. As iniciativas são fundamentais para garantir mais segurança jurídica, reduzir a burocracia, além de incentivar o equilíbrio na matriz nacional de transportes.

Forúm

Em São Paulo (SP), Sampaio participou do painel Infraestrutura de Competitividade, que tratou da importância de aprimorar a infraestrutura brasileira, como forma de ampliar a produção e aumentar a capacidade competitiva do setor. Considerado o maior fórum de investimentos estrangeiros da América Latina, o BIF é organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), uma parceria do Governo Federal e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O evento reúne investidores, empresários, especialistas e gestores públicos para apresentar oportunidades e discutir a evolução do ambiente de negócios do país. A programação vai até esta quarta-feira (15).

Marcelo Sampaio participou de debate no BIF 2022

Fonte: Ministério da Infraestrutura

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta