Reunião discute realinhamento salarial de engenheiros e arquitetos servidores municipais

 Em uma reunião realizada na tarde desta quarta-feira (19), com as presenças de dirigentes da Associação dos Engenheiros e Arquitetos Servidores Municipais (AEASMS), representantes da Prefeitura e da Câmara municipal de Sorocaba e da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba (AEAS), foi discutido o realinhamento salarial para engenheiros e arquitetos do quadro municipal.

Pela AEASMS participaram o presidente André Dias Gonsalves e o engenheiro civil Afonso, enquanto que pela prefeitura estiveram o Ouvidor Geral, Evandro Bueno da Silva, o diretor Roberto, o engenheiro Edilson da Serpo, além de representante da Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas. Pela AEAS, participaram os engenheiros Erik e Henrique Deliberati, enquanto que o vereador Ítalo Moreira, acompanhado pelo assessor Lucas, representou o Legislativo sorocabano.

Conforme destacou o presidente da AEASMS, André Dias Gonsalves, durante a reunião foi debatido uma questão que já vem sendo defendida pela entidade há anos, que é o realinhamento salarial para os profissionais do quadro municipal. “Entre outros pontos, reiteramos que o salário dos engenheiros e arquitetos, num passado não muito distante, sempre foi alinhado com o dos Procuradores. Atualmente encontra-se muito defasado em relação a estes, sendo que o engenheiro Afonso apresentou um demonstrativo gráfico com essa situação”, afirmou o presidente d AEASMS.

O vereador Ítalo Moreira acrescentou que a faixa inicial salarial destes profissionais está defasada em relação a outras cidades do mesmo porte de Sorocaba. Já o engenheiro Henrique, da AEAS, ponderou sobre a significativa diferença existente entre os salários de engenheiros da iniciativa privada com os da prefeitura. “No final foram definidas algumas medidas para prosseguimento nesta reivindicação, como a valorização da categoria e o prosseguimento urgente do processo de realinhamento salarial a ser realizado pela Secretaria de Recursos Humanos. Estamos otimistas que a atual gestão municipal voltará a valorizar nossa categoria”, concluiu.

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta