Túnel Guarujá-Santos põe Brasil na vanguarda da Engenharia

 Na primeira semana de fevereiro de 2024, representantes do governo federal e do estado de São Paulo anunciaram uma parceria para a execução das obras do Túnel Guarujá-Santos, o primeiro túnel submerso da América Latina. Então, pelo que parece, depois de 100 anos, finalmente a ideia está prestes a sair do papel e poderá ser um marco na história da engenharia civil brasileira. E o momento não poderia ser o mais oportuno, já que este ano é comemorado os 132 anos do Porto de Santos.

A obra, orçada em R$ 5,8 bilhões, promete transformar a dinâmica de transporte na região. Sua extensão prevista é de 1,5 km, com 870 metros dela por baixo do canal. O futuro túnel submerso Santos-Guarujá terá três faixas de rolamento em cada sentido. O diferencial é que um a dessas faixas será adaptável para locomoção de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Além disso, a estrutura também contará com uma ciclovia e uma passagem para pedestres. Por fim, haverá também uma estrutura de pedágio – a previsão é de que seu valor seja equivalente à tarifa das balsas que atualmente fazem a ligação entre as cidades. A travessia total de carro está estimada em um minuto e meio. O futuro túnel submerso Santos-Guarujá terá três faixas de rolamento em cada sentido.
O diferencial é que uma dessas faixas será adaptável para locomoção de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Além disso, a estrutura também contará com uma ciclovia e uma passagem para pedestres. Por fim, haverá também uma estrutura de pedágio – a previsão é de que seu valor seja equivalente à tarifa das balsas que atualmente fazem a ligação entre as cidades. A travessia total de carro está estimada em um minuto e meio.

Fonte: www.engenharia360.com

Notícias Relacionadas

Deixar uma resposta